Publicado: 09.12.16

Published: 12.09.16

Fazer o 05 coisas anda sendo uma experiência antropológica e tanto, um exercício de disciplina de salvar os links mais interessantes, para compartilhar. Se você ainda não sabe sobre o que estamos falando, volte 2 posts e leia o primeiro post aqui.

Trabalhar com comunicação é entender que precisamos sempre ter referências múltiplas, inspirações diversas e desconstruções diárias. Por isso compartilhamos com você alguns links interessantes que, geralmente, possuem conteúdo de vida útil longa. Para dar aquela chacoalhada na cabeça, arrancar alguma reação ou questionamento, divertir, entreter e nos instigar a produzir conteúdos cada vez mais poderosos.

Por isso, esperamos que você aproveite a viagem, absorva o que temos a dizer e a mostrar. Debata, converse, dialogue. Com a gente, com as pessoas que você trabalha, círculos de amizade, família. Porque conteúdo bom é aquele que a gente reflete sobre, compartilha, discute, troca experiências e pontos de vista, e sai com uma somatória nova na bagagem.

1vidconyoupix

1. Produzir conteúdo é um desafio constante. Principalmente quando o conteúdo compete e/ou se mescla, de certa forma, nos seus diversos formatos: áudio, vídeo, texto, imagem, gif. Esse baita texto do YOUPIX tem mais de 1 ano, e, ainda assim, continua relevante e fazendo bastante sentido. Depois de ir ao VidCon 2015, um dos maiores eventos de vídeo online, na Califórnia, a galera do YOUPIX constatou N vertentes diferentes, para onde o conteúdo está norteando. E uma frase ainda ecoa na nossa cabeça: ‘Menos “FOMO” e mais tempo para ver o que realmente importa.’

2semeduca

2. A gente sempre fica muito curioso quando vimos ou lemos um texto cujo título tem agência. Sim, é só a nossa carinha que é de bobo, mas ficamos bem espertos com esse tipo de texto. Uns rasos e sem fundamento, outros reclamões demais, uns mais utópicos, outros que tentam achar algum culpado, e aqueles que olham pra frente, ciente da realidade que vive e propõe mudanças interessantes. É o caso deste texto, que entende a agência como instituição catalisadora de mudanças de mentalidade-comportamento, o principal agente de transformação do mercado perante os seus players. E lembrando que: like não é dinheiro.

3sororidade

3. O Estado aponta o dedo para as mulheres proibindo ter controle sobre o próprio corpo e a comunidade patriarcal aplaude de pé. Não pode isso e aquilo. Mal sabem eles que nós temos esse poder e não deve caber a eles nossas decisões. Mas o que cabe às mulheres? Com todas no mesmo barco, o aborto é uma questão de sororidade, não de opinião. O texto do TRENDR foi feito por uma mulher, diretamente para nós, mulheres. Ouça e abrace as manas!

4circular

4. Economia circular. O que é? Por onde anda? Como surgiu? Pra que serve? Onde compra? Essas e quase todas as outras perguntas serão respondidas no texto do The Guardian, que fez uma lista esperta de 10 coisas que você precisa saber pra se atualizar e se preparar para a próxima era. Tempos de repensar a maneira como estamos consumindo, de que maneira gerou uma crise de recursos no planeta e como podemos ter uma mentalidade mais alerta sobre desperdício. Aproveite e treine o inglês!

5lentas

5. Ser uma empresa digital quer dizer que o trabalho online se sobrepôs ao offline? Significa estar imerso num mercado high-tech, com gadgets, widgets e outros dgets? De acordo com o texto do Desafiando o Marketing – dos amigos Eric Hayashi e Pedro Waengertner, da ACE – não. E a gente assina embaixo. A maneira como nos relacionamos uns com os outros, como nos comportamos, como somos impactados por novos cenários todos os dias… é uma eterna variável. E por que a maneira como pensamos nas relações de trabalho também não pode ser? Veja as diferenças de quem trabalha com a mentalidade tradicional e com a mentalidade atual. E não se esqueça de analisar em qual você e sua empresa se encaixam!