Publicado: 08.09.16

Published: 09.08.16

Judith não é apenas uma vaca, é um ícone no ecossistema das startups. Foi criada nos pastos do Startup Farm e hoje acelera startups, tecnologias e aplicativos. É a vaca padroeira dos farmers recém chegados ao Google Campus, e produz o elixir da vida empreendedora de cada um deles.

A Startup Farm é a grande responsável pela aceleração da nossa musa. É também a maior aceleradora da América Latina e ajuda empreendedores digitais a criar startups espetaculares. Sempre ao lado do quem empreende e faz acontecer, oferece programas de aceleração que oferecem acesso a uma ampla rede de mentores e investidores.

Por serem sisters de longa data do Abominável e da Blanko, a Judith é a nossa primeira entrevistada. Em uma exclusiva para o Abominável Blog das Neves, Judith Acelerada fala de carreira, dicas para empreendedores, redes sociais e um possível crush no Abominável.

judith-pop-t3

1. Oi, Judith! Tudo verdinho com você?

Oiii, meu queridinho. Cadê o verdinho? Ih, meu amor, já comi tudo!

2. Ouvimos dizer que você é um ícone predileto no mundo das startups. Como você lida com a fama?

Aiii, eu sou bem low profile, vou dizer pra você. Mas o que eu posso fazer se esses queridinhos insistem em me colocar na TV, no computador e vestir camiseta com a minha fotinho linda? É que eu sou diva, né? E divas de verdade são low profile com estilo, meu amor.

3. Como é ser alimentada pelo Startup Farm?

Não fala deles se não eu choroooo! É muita emoção fazer parte dessa turminha de lindinhos. Eu sou muito mimada, sabe? Eles lembram de mim todos os dias e em todas as coisas que fazem. É um orgulho ver o Felipinho, o Alan e todos os lindinhos e lindinhas subirem no palco com a minha fotinho linda, sabe? E aí eles fazem outras pessoas subirem no palco comigo. E em todas as conquistas, eles lembram de mim! Ai, me dá um lencinho? As pessoas também me levam para outros países, os últimos foram Colômbia e Canadá. É o preço da fama, né meu amor? Mas eu continuo diva e low profile.

4. O que não pode faltar na sua playlist farmer-tecnológica?

Olha, meu amor, a música que eu mais gosto é da Galll, vaca profana. Ouve sóoo. Vaca profanaaa, põe teus cornos pra fora e acima da manaada. Ê, ê, ê, ê, ê, dona de divinasss tetassss. Sou eu, né lindinho? Mas tem também divas como eu, a Madonna maravilhosa, a Mariah, Whitney, tudo do meu naipe, querido.

5. Qual o seu cantinho predileto na sua nova casa?

Meu amor, cantinho predileto? O terceiro andar do Campus São Paulo, do Google, é todoooo meuuuuu, querido! Eu to em tudo quanto é lugar. Mas continuo low profile, tá?

6. O que não pode faltar em um pitch matador?

Querido, diz qual é o seu cliente e o seu potencial de mercado. Os lindinhos vão pirar!

7. Dá uma dica verdinha para os farmers que vêm por aí!

Gente, abusa desses lindinhos que vocês vão voaaaar. Aproveitem muito essa experiência de cinco semanas aqui no Google e fiquem sucesso como eu! Quem faz tudo direitinho e acerta o mercado, voa, meu bem. Voa mesmo. Tem lindinho que chega aqui sem cliente e sem ganhar nenhum dindin e sai daqui com os doisss. Por isso eles me amam tanto, sabe?

8. Fala pra gente 3 perfis pra seguir no Twitter e 3 pra dar unfollow.

Ai, meu amor. Segue o Felipinho (@felipematos), o Alan lindinho (@alanleite) e aquela que me alimenta (@startupfarm). Unfollow? Ai, meu amor, não quero inimizades, porque sou diva e low profile. Eu daria unfollow pra todos aqueles que não respeitam a diversidade.

9. De todas as aceleradas, qual startup mora no seu coração?

Você já sabe a resposta dessa, né? Eu tenho muito amor, querido, impossível, sou de todos e todassss. São mais de 230 startups maravilhosas. Como escolher uma só?

10. Último questionamento do dia, prometo! Tem um amigo nosso que pediu pra não ser identificado, mas o Abominável quer saber se ele tem alguma chance com você.

Tudo bem, meu amor, diva não cansa. Tenho disposição pra entrevista de uma hora. Tô acostumada, né? Bem, o último que tentou foi o David Boi. Se rolou? Não comento minha vida pessoal, meu amor. Sou diva. E, claro, low profile.

 

Só temos a agradecer pela existência e tempo dedicado dessa mamífera do cérebro efervescente, rainha das deusas leiteiras do ecossistema, quadrúpede geometricamente e sensualmente bicolor e diva low-profile. Valeu, Judith, e até um próximo date. ;)